Amar-se a si mesmo é fundamental, como tenho vindo a dizer ao longo das publicações, não só para manter uma autoestima saudável mas também para ter relacionamentos saudáveis com os outros.

No entanto, sempre que existe uma falta de amor próprio, isso não só dificultará a capacidade de te relacionares com os outros, mas também é provável que aumente o teu grau de insatisfação interna, propiciando estados de inadequação, tristeza ou solidão.

Por isso, é importante que te dês conta de alguns dos sinais de baixa autostima, pois isso é meio caminho para melhorar a relação que tens contigo e com os outros. Aqueles aspetos que tens dificuldade em mudar, podes trabalhar em desenvolvimento pessoal, no qual terei o maior privilégio de te acompanhar se assim decidires.

Os 5 sinais são:

  1. Tens tendência a questionar o que os outros dizem ou fazem por ti

Desconfias se os outros realmente te amam, valorizam. Talvez sintas que haja sempre algo suspeito por detrás de demonstrações de apreciação. Ou até podes sentir constrangimento em receber elogios. Sentes que és insuficiente ou inadequado/a. Lá no fundo, talvez acreditas que não és digno/a de amor.

  1. Estás na defensiva

Bloqueias a abertura do teu coração na relação com os outros, como forma de protegeres a tua vulnerabilidade. A tua insegurança e a falta de autoconfiança mantém-te num estado de alerta, o que origina tensão interior. É como se colocasses uma barreira invisível entre ti e os outros, o que dificulta a comunicação. Ao estar na defensiva, é fácil com que as tuas atitudes em relação aos outros se tornem rudes, desagradáveis, tensas e excessivas, facilitando isso a ocorrência de conflitos.

  1. Tentas evitar o confronto, fingindo que “está tudo bem”

Também pode acontecer que queiras evitar um conflito e que, para isso, finges que está tudo bem, quando por dentro sentes que não está. Por medo de defenderes aquilo que sentes, expressares o que te agrada ou interessa, preferes ficar calado/a, adaptas-te para evitar “problemas”.  Podes ter medo de agir, ou pensares que ao defenderes o que sentes, os outros te rejeitem ou não valorizem o que tens para dizer.

  1. Comparas-te com os outros

A comparação em si não é algo negativo, o problema é quando por falta de amor próprio exageras na comparação, achando que não vales nada em comparação com o outro, e isso inevitavelmente leva a que te desanimes, fiques triste e mais em baixo.

  1. Consideras que as tuas conquistas são uma questão de sorte

Claro que, há situações em que somos beneficiados pela sorte de ocorrências, mas aproveitar as oportunidades é uma questão de decisão e escolha que parte de ti. Por isso, se não te amas o suficiente não vais reconhecer valor nas tuas habiliadades, esforços, naquilo que consegues fazer, nas escolhas que fazes.

 

Abrir chat
Olá,
no que podemos ajudar?